Viagem para o exterior: seu sonho é conhecer algum lugar ou apenas mostrar que esteve lá?

Antes de passar neste último concurso, nunca tinha viajado, o máximo que eu tinha conhecido era a cidade de aparecida, junto com o pessoal da igreja.
Depois que passei, vi que era possível sim, viajar e conhecer lugares bonitos e até outros países, conheci Campos do Jordão, fui a Comic Con de São Paulo e me senti “gente”, não que eu não fosse gente antes, mas acho que a falta de grana e até mesmo a marginalização que alguns mais abastados fazem com a galera mais pobre, acaba nos ensinando a nos automarginalizarmos, e determinadas coisas e experiências deixam a realidade e passam a ser exclusivas da TV e da Internet.

O pobre então volta seus desejos para o que pode ver, e com tempo e muito trabalho, consegue adquirir bens de consumo e experiências comuns ao seu meio, carros caros financiados, boates e bebidas e etc…
O que ele não sabe é que muitas vezes esta gastando mais em coisas/experiências que não considera tão valiosas do que nas quais ele considera de tirar o fôlego, por pura falta de paciência.
Mais uma vez é importante lembrar:

É imprescindível saber quem você é.

É imprescindível saber o que você quer.

Então, voltando ao assunto do post ( sinto que divaguei um pouco ), depois que consegui algumas viagens nacionais, comecei a sonhar com viagens internacionais e com o dólar alto, iniciei o processo de fazer contas com meu amado Excel, catando moedinha, apertando um pouco aqui e pouco ali, até que as conversas com um amigo me abriram os olhos, ele passou um bom tempo sem viajar e tirar férias, então tinha um montante e duas férias no mesmo ano para tirar, então ele tirou, e no mesmo ano foi para Maceió, Gramado, Argentina e a França.
Em momento algum ele disse que a França ou a Argentina eram lugares ruins, mas a animação, o discurso dele e os detalhes de paisagens e de gastos, me fizeram perceber de imediato: Ele se divertiu muito mais em Maceió e em Gramado.
Isso me fez pensar bastante: Será que eu estava querendo viajar para o exterior para realizar um sonho ou para tentar provar para mim e principalmente para os outros alguma coisa?


Cheguei a conclusão que eu só queria colocar mais um parágrafo na minha narrativa de volta por cima, queria me afirmar mais uma vez, e estava pensando pouco na minha diversão e na sustentabilidade dos meus gastos… Esta semana, zapeando pelas redes sociais achei alguns memes compartilhados por agências de viagens que falam da semelhança de alguns cartões postais internacionais com os nossos cartões brasileiros, nós esquecemos, esquecemos que mesmo pobre em alguns atributos, o Brasil é um país hospitaleiro, rico em recursos naturais e em beleza, e com a atual alta do dólar, a melhor estratégia para a pós pandemia é relaxar aqui, pelo menos por enquanto.

Você já se surpreendeu com algum destino nacional?
Já se decepcionou com algum internacional?

Conta aí!

Abraços e obrigado por me ler.



7 comentários em “Viagem para o exterior: seu sonho é conhecer algum lugar ou apenas mostrar que esteve lá?”

  1. Adorei, não sei se é pq nunca viajei pro exterior, mas por enquanto não sinto que vale a pena o investimento.. talvez culturalmente falando possa valer a pena, mas dá pra entender a cultura pelos livros tbem.. hehe!

    Digo mais, já viaje bastante pelo litoral brasileiro (amo praia) e fiquei com a sensação de que tudo é bem parecido também nesse quesito. O lugar de melhor custo-benefício que encontrei foi indo pra Porto Seguro. Só viajo pra lá, praticamente.. faz calor, mas venta muito, chove pouco, a água é quente e os preços menos caros do que no litoral de São Paulo.. passagens baratas, hospedagem tbem.. pq ir para outro lugar? Kkkkkkk

  2. Tudo é muito relativo… depende do que você busca…Sempre gostei muito de viver realidades diferentes e de aprender línguas. Por este motivo foi natural pra mim viajar pro exterior. Amei todas as viagens que fiz (lógico que tem altos e baixos, mas foram incríveis). Conhecer uma cultura diferente, conhecer templos e estruturas milenares e provar comidas totalmente diferentes das nossas valem cada centavo gasto nas viagens.
    Agora com o dólar tão alto e COVID reinando fica difícil viajar,mas não subestime uma viagem pro exterior bem planejada.
    Mas como você disse o Brasil tem muita coisa boa sim e que merecem ser conhecidas. Tudo é questão de gostos e interesses.

    1. Grande Renato, obrigado pelo comentário cara! Concordo com você, conhecer culturas e modos de vidas diferentes expande nossa mente como se fossem um coletivo de livros, mas o foco da postagem é a galera que as vezes se endivida todo para ir em algum lugar que nem tem interesse em ir só para ostentar em redes sociais ou ser o ” viagem rica” da roda de conversas. Aparece aqui e comenta sempre que você quiser e puder cara, um abraço!

  3. Fala Felipe!

    Cara, o nosso querido brasil tem muita coisa bonita para visitar, muita mesmo, eu por exemplo moro no interior de são paulo, e sou apaixonado tanto por natureza quanto por grandes centros, tipo próprio sp capital, tem que ficar bons dias lá para turistar por tudo hein, e no interior, hotel fazenda, cachoeiras… E no litoral, as praias, nossa, sou apaixonado por viajar.

    Roupas, e coisas afins, uso por anos, não gasto com isso, mas, porém, todavia, contudo, viagens não há tempo ruim kkkk Gasto mesmo, ou melhor, invisto nisso com gosto.

    Abraços. E bora viajar conhecer lugares, culturas, pessoas, e o principal, conhecer a si mesmo.

  4. Fantástico post. Aposto que mais da metade do povo só quer mesmo é para postar em redes sociais para “aparecer”. Infelizmente a sociedade de hoje é isso. Minha esposa também está assim.
    Complicado

    1. Acho que todos nós acabamos caindo nessa ilusão criada pelas redes sociais em algum momento, essa necessidade de mostrar nossa melhor versão, de ser aceito, exige muita sabedoria para ser domada. Você me deixa muito feliz quando comenta aqui aa40, sou fãzão do seu trabalho, espero um dia chegar ao nível de qualidade dos seus textos e do Guilherme também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *